Inicio dos Traballhos - Eletrificação da Linha do Minho

A consignação da empreitada de empreitada de Eletrificação do troço Nine - Viana do Castelo, na Linha do Minho, que representa um investimento de 16 milhões de euros, aconteceu no passado dia 30 de Janeiro.


Na cerimónia, que decorreu a bordo da automotora AllanVip e que foi presidida pelo Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, foi assinado o auto de consignação desta empreitada, um ato que marca o arranque dos trabalhos no terreno.


A Somafel, como membro do consórcio adjudicatário foi representada pelo seu Diretor Geral e pelo Diretor de Produção.


Esta empreitada tem um prazo de execução de 540 dias e compreende, para além da Eletrificação de todo o troço entre Nine e Viana do Castelo, numa extensão total de 44 quilómetros:

  • O alteamento e prolongamento das plataformas de passageiros;
  • A execução de trabalhos de estabilização de taludes, trabalhos de terraplenagem, drenagem e estruturas de suporte e contenção;
  • A execução de uma Estação técnica em Midões e a ampliação da Estação de Barroselas;
  • A realização de intervenções de impermeabilização dos túneis de S. Miguel da Carreira, de Tamel e de Santa Lucrécia.

Esta é uma linha de via única não eletrificada, que regista um elevado fluxo de circulação, inserida em ambiente predominantemente rural mas também com zonas de características urbanas com grande densidade populacional, nomeadamente na proximidade de estacões e apeadeiros.


A obra insere-se no âmbito do projeto para a modernização da Linha do Minho, que também contempla a Eletrificação entre Nine e Valença (Fronteira).


A Linha do Minho integra o corredor Eixo Atlântico e a concretização do projeto de modernização reveste-se de extrema importância na ligação da rede ferroviária nacional a Espanha, nomeadamente na ligação a Vigo, aumentando a capacidade exportadora de mercadorias do país.